Monday, November 20, 2006

Reflexão

Algumas respostas aos comentários no site http://www.reflexodigital.com/?cat=5&item=4345

Ao Sr Johnnys Travassos:
Segundo o manual "Organizados", código "od", de 2005, a Obra Mundial das Testemunhas de Jeová é financiada principalmente por meio de donativos voluntários. O destino destes donativos são muitos: construção de salões do reino, impressão de livros, ajuda material em calamidades, etc... Pelo menos desde 2003 está em andamento o processo judicial "Charissa W. vs Watchtower" na Corte da Califórnia (EUA) em que vítimas de abuso sexual em congregações das Testemunhas de Jeová responsabilizam os anciãos e a Watchtower por serem coniventes com os abusos cometidos - independente de um dos molestadores ter sido desassociado. Todo processo tem seu custo, e um deles é com cópias, transporte, advogados, etc... Até o momento a Watchtower perdeu em duas instâncias. Gostaria de saber qual outra de recursos seria usada para estes gastos da Watchtower que excetue os Donativos ou provável caixa-2.

Ao Sr João Carlos de Araújo:
Sim, estou informada tantos de fatos bem como do próprio material impresso pela Watchtower Society. Sei que no Salão do Reino os anciãos costumam desassociar aqueles transgressores não arrependidos. E a recente revista A Sentinela, 15/11/2006 enfatiza muito a questão do arrependimento. Se o Sr Araújo é Testemunha de Jeová, deve saber muito bem que ninguém além dos anciãos da comissão judicativa sabe qual o VERDADEIRO motivo de alguem ser desassociado ou repreendido. Os que estão fora da comissão judicativa no máximo especulam a provável transgressão de algum envolvido. Desta forma, um pedófilo pode "se arrepender sinceramente" perante os olhos dos anciãos, não ser desassociado, e ,o que é pior, permanecer oculto às autoridades policiais e judiciárias. Mas digamos que o transgressor seja de fato desassociado. As cartas da Scoiedade não obrigam os anciãos a denunciarem um estuprador de crianças às autoridades. No máximo, as cartas advertem os anciãos que eles não devem impedir a vítima de assim o fazer. Neste aspecto, a política da Watchtower não é diferente das demais relgiões. Se a vítima quiser ver o estuprador na cadeia, ela (ou parentes) é quem deve denunciar. Se a denúncia não acontecer, a culpa será da vítima e não dos anciãos. Não se esperaria tal omissão da parte de verdadeiros pastores ou da verdadeira adoração (Tiago 1:27). Além disso, a normas organizacionais indicam que há a necessidade de 'duas' testemunhas de um alegado abuso sexual para que os anciãos dêem início a uma comissão judicativa. Para as autoridades especializadas no combate ao abuso sexual basta UMA denúncia anônima para dar início à investigação do crime.

Ao Sr Eduardo Pereira:
Talvez ao se referir ao "pessoal da Geocities" queira afirmar que o site Rosazul Documentos seja ateu. Independente da opção religiosa da autora do site, devemos nos concentrar nas informações apresentadas. Se ali há informações erradas, por favor, me indique.
Examinando a posição oficial da Watchtower com respeito a política organizacional quanto a abuso de menores, encontrei o seguinte trecho: "isso não quer dizer que nossa política seja perfeita. Nenhuma organização humana é perfeita." - http://www.jw-media.org
Com respeito a julgamento individual ou em grupo, o kn37 afirma que a religião falsa (como um grupo englobado na expressão "Babilônia, a Grande) será destruída.

Ao Sr Carlos Santos:
Obrigado por visitar o Rosablog. Saiba que o Rosablog tem o mesmo objetivo do tratado kn37. Eu estudo a Bíblia, procuro praticar os princípios bíblicos em minha vida. Procuro imitar a atitude de Cristo delineada em Mateus 23, por exemplo. Como tenho experiência entre as TJs, os fariseus em questão são os anciãos e outros cargos de confiança da Watchtower. As pessoas de fora do salão não sabem, mas nós somos perseguidos na congregação se levantarmos nossa voz contra a Sociedade. O Sr pode negar isso quantas vezes quiser, mas sabe que é assim. Com respeito a desassociação de um pedófilo, queira ler o comentário ao Sr Araújo.

Ao Sr Leonardo Paes:
Exatamente entre o dia 16 de outubro a 12 de novembro, a mídia eletrônica e impressa publicou nada mais nada menos do que 6 (seis) reportagens envolvendo Testemunhas de Jeová e Pedofilia. Por favor, verifique as reportagens citadas no site http://www.silentlambs.org/kn37.htm Em dois casos (do ancião-betelita Jesus Manuel Cano e do ancião Bahena em Cancun, México) a polícia os prendeu ANTES da congregação tomar qualquer ação. E depois dos envolvidos serem pegos pela polícia é aquela correria para desassociá-los e apresentá-los como "não sendo mais testemunhas de Jeová".

Ao Sr Carlos Magnus D. Cunha:
Sugiro o Sr ler atentamente os documentos da Corte de Apelação da Califórnia disponíveis no site http://www.silentlambs.org . É de fundamental importância ler a defesa da Watchtower enviada ao Juiz da Corte de Apelação. Trata-se de um documento de mais de 28 páginas. Neste documento nota-se os esforços de igualar o caso da Watchtower quanto a confidencialidade das informações de um molestador de crianças com os casos relatados em outras religiões, como os Mórmons no Estado de Washington, por exemplo. Só estou com uma dúvida quanto a filiação religiosa do advogado de defesa da Watchtower, o Sr Robert J. Schnack. Se ele é advogado de Betel, é interessante ver uma Testemunha de Jeová tentando trancar uma ação que beneficia os estupradores de menores relacionados nos arquivos da Watchtower. Se o Sr Schnack não é TJ, então ele está sendo pago para isto - o que é justo - e a fonte deste pagamento só pode ser a própria Watchtower (cuja fonte de renda são os Donativos para a Obra Mundial). Em nenhum momento o Rosablog ou o site Rosazul Documentos faz acusações contra Jeová. Deus está acima de todas estas religiões. Deus é maior que a Watchtower. Se o Rosablog ou Rosazul Documentos fez alguma acusação contra a pessoa de Jeová Deus, por favor, queira me indicar e me retratarei de imediato.

Ao Sr Pires:
Só para acrescentar: o tratado kn37 diz na sua página 2 "Até mesmo igrejas que condenam a imoralidade toleram líderes religiosos que abusaram sexualmente de crianças." Sendo este um dos motivos que classificam uma religião ser falsa, creio que é nossa obrigação lembrar os leitores de que a política da Watchtower permite que pedófilos permaneçam ocultos à revelia das autoridades competentes.

Os documentos da Watchtower estão disponíveis para leitura de todos, apesar dos esforços da Watchtower em não querer que os prezados leitores tenham acesso à eles.
http://www.geocities.com/rosazul_documentos/stvabuso.html

Quem desejar colaborar e enviar demais documentos relacionados com abuso sexual de menores entre as Testemunhas de Jeová, o Rosablog agradece.

5 Comments:

Blogger Zebedeu said...

tive o privilégio de participar da distribuição do tratado. E como a instrução era simplemsnte deixar o tratado com o morador e partir para a próxima casa, eu peguei meus 50 exemplares, juntei 50 convites de reunião e tive o trabalho de colar um papelete em cada convite com os dizeres: "entre as Testemunhas de Jeová, por exemplo, a enorme burocracia desenvolvida pela Associação Torre de Vigia, tem permitido que molestadores de crianças permaneçam nas suas congregações e ocultos das autoridades civis. Para saber mais sobre documentos e reportagens sobre isso, visite o www.silentlambs.org "
Se das 50 pessoas que receberam o tratado, 1 delas checar as informações e passar adiante, já me darei por satisfeito.

6:13 AM  
Blogger lajie said...

Cara Rosa Azul,

Não podemos esperar perfeição de uma organização composta por pessoas imperfeitas e quando nós proprios também o somos. No entanto a busca incessante de aperfeiçoamento faz de nós melhores pessoas e consequentemente melhores cidadãos, construindo melhores sociedades, familias e organizações. Não consegui conter um sentimento de revolta por a senhora me associar a uma organização onde supostamente somos coniventes com abusos sejam eles de que ordem. Também eu terei todo o prazer em partilhar consigo todos os outros relatos que existem de esforços de correcção e de pessoas que após muitos anos na sombra das autoridades assumiram publicamente e pagaram as consequencias dos seus erros. As TJ's não sofrem nenhum brainwash ( lavagem cerebral )como alguns gostam de pensar, antes têm noção das suas imperfeições e tentam limá-las o melhor que podem dentro das suas limitações ( e sempre á luz dos principios biblicos, eles sim perfeitos ). Não seguem lideres humanos por isso não incorrem no erro de sofrer desilusões quando eles cometem erros. Se essas situações ocorrem devem-se a elementos que por ventura pertenceram (??) á nossa organização. Não podemos esteriotipar uma organização inteira pelo erro de um suposto elemento não acha ? Teriamos de considerar toda a humanidade como perversa pela existencia de pessoas como Hitler ...

7:03 AM  
Blogger rad said...

Zebedeu... bem que me disseram que voce era maluco mesmo. Conversaremos no MSN.
+++++++++++++++++++++++++

Prezado(a) Senhor(a) lajie,

Agradeço os seus comentários. Concordo praticamente em TUDO com o que o senhor escreveu, exceto em 2 pontos que colocarei mais abaixo.

Concordo que não se deve esperar perfeição numa organização composta por pessoas imperfeitas. Inclusive o site oficial de relações públicas da Sociedade Torre de Vigia (doravante STV) revela quanto aos procedimentos envolvendo pedofilia na congregação: "não queremos dizer que nosso sistema seja perfeito. Nenhuma organização é perfeita." Eu concordo com esta expressão também.

Concordo que enquanto estamos vivo na face da Terra, estamos em contínuo aperfeiçoamento. As experiências nos refinam em muitos aspectos.

Tenho conhecimento de pessoas que mudaram seu proceder e até mesmo de criminosos que se entregaram à polícia após estudarem com as TJs ou se tornarem TJs. Inclusive uma das noticias recentes quanto à pedofilia mostrou isso: um molestador de menores se entregou à polícia após ter conversado com um ancião. No entanto, vemos estes mesmos tipos de experiencias com outras religiões. O Assembleiano que era drogado, o adventista que deixou de ser ladrão, etc... (1 Cor. 6: 9-11) Eu credito isso mais pelo entendimento que a pessoa tem da Biblia do que por pertencer à religião ou B.

Concordo que as TJs não chegam ao ponto de terem seus cérebros lavados por completo. Muitas são enganadas, da mesma forma que demais religiosos são enganados pelos seus líderes religiosos.

Sou cristã e concordo com os justos princípios cristãos - tão simples e tão poderosos! Concordo que Cristo deixou um modelo para seguirmos de perto seus passos.

Concordo que não devemos esteriotipar toda uma organização por causa de certos elementos. E exatamente por isso acho que a propaganda estampada no folheto é descabida, pois usa de certos elementos encontrados em diversas religiões (abuso sexual, guerras, etc...) para colocá-las todas num mesmo balaio e rotulá-las de "Religião Falsa".

Agora permita-me comentar os dois pontos com diferente maneira de pensar:

Eu também me revoltei quando descobri do que a STV é capaz de fazer. Mas não quero associar determinada pessoa à safadeza que a STV faz nos bastidores. Eu sei que no momento é difícil de assimilar, aceitar, mas com o tempo o senhor mesmo verá com os próprios olhos que os mesmos vícios que vemos nas religiões ditas "falsas" são encontrados na STV. Eu costumo diferenciar bem STV de Testemunha de Jeová. A TJ comum (mais de 90%) segue estritamente o que a STV ensina. Os outros 10% tem capacidade de raciocinar e até mesmo decidir por consciencia própria assuntos que a STV proíbe.

Não concordo com a idéia de que as TJs "não seguem lideres humanos por isso não incorrem no erro de sofrer desilusões quando eles cometem erros".

Não sei qual a experiencia que o senhor tem na organização, mas no meu caso, fui uma das sobreviventes do Armagedom de 1975. Fui uma sobrevivente da "Geração de 1914 que não passará". Muitos se desiludiram com estes episódios. Sei que a resposta oficial da STV sempre é que "certos cristãos achavam... supunham..." tirando a liderança da STV da responsabilidade que lhes cabe. Este assunto de profecias enganosas, levianas e irresponsáveis é muito longo. Sugiro ler "Crise de Consciencia" de Raymond Franz para ter melhor idéia de como tais entendimentos surgiram. A proibição das trasnfusões de sangue saiu da cabeça de alguem naquele longinquo ano de 1945. O assunto é longo, mas a verdade é que as pobres TJs "são jogadas para lá e para cá por toda sorte de vento de ensino" que emana das publicações da STV.


Desejo tudo de bom a voce e à sua família, e obrigado por ler o Rosablog.

rad

2:11 PM  
Blogger Flávio Sanshes said...

Você de forma descarada e desavergonhada está apelando contra o rei de toda a terra para que te destrua. Que bom que Jeováainda não o fez. Ma a bíblia profetizou a teu respeito qundo citou o "anticristo" e quando falou sobre pessoas que se infiltraríam de forma sorrateira na congregação. Esta é a verdade. Onde está o envolvimento político da ATV? Analisei todo o documento e não encontrei nada que desse base à sua acusação. Sendo assim, "pra trás de mim, Satanás" pois os teus pensamentosnão são os de Deus.

Flávio Sanshes

6:23 AM  
Blogger rad said...

Flavio,
Obrigado por visitar o Rosablog. Não conte para os anciãos que você está lendo nosso material.
Com respeito ao envolvimento politico da ATV (creio que estejas se referindo a Associação Torre de Vigia - a filial da Watchtower no Brasil), tenho duas coisas para lembrar:

1) Você procurou no site errado. Não está neste tópico Reflexão (que por sinal trata do acobertamento de pedófilos na congregação, assunto que você nem ousou discordar). A matéria sobre a participação de anciãos em congresso de natureza política é http://rosadoc.blogspot.com/2006/12/representantes-da-stv-participam-em.html

2) Realmente você não vai encontrar o nome ATV nos links mencionados. Mas verá nomes de anciãos e outras empresas da holding Watchtower.

6:57 AM  

Post a Comment

<< Home